A sustentabilidade nos negócios

CFOs: elementos-chave para alcançar a sustentabilidade nos negócios

Por que dizemos que o Chief Financial Officer (CFO) é a pessoa certa para se encarregar da governança ambiental, social e corporativa (Environmental, social, and corporate governance ou ESG)?

Os CFOs modernos não são apenas experientes em medição, relatórios e transparência, eles tomaram as rédeas, estabelecendo-se como líderes adaptáveis e resilientes, com a capacidade de proporcionar estabilidade diante de cenários em constante mudança. Isso os torna perfis ideais para identificar áreas de melhoria nas questões de ESG e definir métricas para avaliar o desempenho da organização. Além disso, o investimento na ESG demonstrou melhorar os resultados empresariais, o que agrega valor ao campo de ação do CFO. No entanto, os CFOs ainda têm algum caminho a percorrer em termos de sustentabilidade.

"No momento, os CFOs não estão tão conscientes das implicações dos riscos ambientais e sociais para as finanças corporativas. A verdade é que é um tema que chama a atenção, pois os investidores exigem a medição desses indicadores, visto que levá-los em conta garante a sustentabilidade da organização e, consequentemente, o cumprimento dos compromissos financeiros com o investidor. Isto significa que os CFOs devem assumir um papel diferente para a organização e, portanto, ter um conjunto diverso de habilidades. Eles não precisam mais apenas cuidar do ROE, mas devem ter uma visão mais abrangente e holística, capaz de identificar riscos e oportunidades a partir de diferentes pontos de vista". Margarita Maldonado – Associate Manager Page Executive, Colômbia.

Como a ESG impacta as organizações

Como a ESG impacta as organizações?

A governança ambiental, social e corporativa se tornou uma prioridade empresarial, mas por quê? Além da melhoria dos resultados já mencionada, as questões de responsabilidade corporativa e sustentabilidade tornaram-se essenciais para clientes, candidatos e colaboradores, que comprometeram a sua lealdade a organizações que têm políticas de ESG e se esforçam para reduzir seu impacto ambiental, bem como têm ambientes de trabalho seguros e inclusivos.

"Hoje, a implementação de estratégias relacionadas aos pilares da ESG é fundamental para atrair bons talentos. Ter políticas e processos destinados a contar com equipes mais diversificadas amplia o fluxo de talentos e ajuda a encontrar as habilidades necessárias para garantir a competitividade da organização. Por outro lado, ao promover a inclusão, a organização tem uma gama mais ampla de visualização de riscos e oportunidades, envolvendo outros pontos de vista e gerando diferentes ações." Margarita Maldonado – Associate Manager Page Executive Colômbia


Leia mais sobre o assunto

Se você se interessou neste artigo, sugerimos que leia nosso e-book 8 Executive Trends, no qual nos aprofundamos sobre a estreita relação entre a ESG e as finanças. Além disso, analisamos outros tópicos, tais como:

  • A relação entre finanças e ESG;
  • Diversidade e Inclusão;
  • CHRO no mundo híbrido;
  • O papel do Diretor Geral de Sustentabilidade;
  • CIO e a estratégia digital;
  • A importância da idade para ser C-level;
  • Pessoas com deficiência no local de trabalho;
  • Planejamento de sucessão. 

Estudo de Remuneração Page Executive 2022

Conheça as últimas tendências salariais em cargos executivos

Ver agora

Estudo de Remuneração Board Members

Conheça as tendências da região sobre os membros de Conselhos que lideram as organizações

Baixar o conteúdo

A Trajetória dos CEOs no Brasil

Se deseja saber como se tornar um diretor executivo, leia nosso e-Book

Clique aqui

8 Executive Trends 2022

Descubra as principais tendências executivas a nível global e local

Leia a gora

Contate-nos

Vamos falar sobre o futuro da sua organização e/ou carreira

Contate-nos